NATAL Bramil 2018

Publicidade

banner. music

Gospel

escombros renascerO desabamento do telhado da sede da Igreja Renascer em Cristo, no Cambuci, zona sul da capital paulista, em 2009 deixou 107 feridos e matou nove. Desde então correm processos de familiares das vítimas contra a igreja.

Agora, a Justiça de São Paulo determinou que 20% do valor arrecadado durante os cultos será usado para pagar a indenização de uma das vítimas. O valor da penhora foi decidido pela 21ª Vara Cível, que apontou uma perita para acompanhar a coleta diariamente.

A Renascer foi condenada a pagar uma indenização no valor de R$ 10 mil em 2012. Contudo, como o pagamento não foi realizado, dia 23 do mês passado a Justiça determinou que o valor corrigido é de R$ 27.546. O dinheiro das doações para a igreja será recolhido a cada culto por que a igreja não possui contas bancárias nem bens em seu nome.

Ademar Gomes, advogado da vítima que venceu a ação afirmou: “Não tem dinheiro em nome da igreja e não achamos bens, então, pedimos à juíza o confisco do dinheiro do dízimo. Isso é uma decisão que vale para uma vítima, mas abre precedente para as demais”, afirma.

A Renascer, através de seu advogado Roberto Ribeiro Júnior, dá uma versão diferente. “Não vai haver a penhora dos bens. A igreja vai acertar o valor. Assinando o acordo, a primeira parcela já deve ser paga até segunda-feira”, afirmando que a igreja fez um acordo extrajudicial previamente com a vítima, mas ele ainda não tinha sido assinado.

Justificando o fato de a igreja não ter bens em seu nome, o advogado explica: “A igreja sempre preferiu usar os seus recursos em obras sociais, divulgação”. Ele enfatizou que a Renascer ainda está fazendo acordos de indenização das demais vítimas. Com informações de Gospel Prime